sábado, 22 de março de 2014

FAMÍLIA ASSOCIATIVA DEBATE E PREPARA O FUTURO

22 de Março de 2014 foi um dia em cheio para o debate e a preparação do futuro do família associativa. 

A constituição da Federação Portuguesa dos Jogos Tradicionais, a sustentabilidade financeira do movimento associativo popular, a realização do Conselho Nacional da Confederação para votação do relatório e contas de 2013, a posse do Conselho Nacional Jovem e a assinatura de um contrato-programa como IPDJ para a promoção dos Jogos Tradicionais.

video
Grupo de jovens que integra o novo Conselho Nacional Jovem.
Encerramento do Conselho Nacional

Fundação da Federação Portuguesa dos Jogos Tradicionais

Decorrem em bom ritmo os preparativos para a criação da Federação Portuguesa dos Jogos Tradicionais. A Federação das Coletividades do Distrito de Setúbal associou-se à iniciativa da Confederação Portuguesa das Coletividades de Cultura, Recreio e Desporto no sentido de criar uma estrutura federativa especialmente vocacionada para “a defesa da nossa identidade cultural e histórica, através da conservação e valorização dos Jogos Tradicionais como elemento do património nacional”.

Assembleia constituinte e logotipo da nova Federação
A Federação conta-se entre as fundadoras da nova Federação e integra a respetiva Comissão Instaladora, em conjunto com a CPCCRD, as Federações das Coletividades de Lisboa e Aveiro e a Associação de Coletividades do Porto. Prevê-se para dentro em breve a realização da respetiva escritura por forma a permitir a realização da primeira assembleia geral da nova Federação.

O acto de fundação teve lugar na sede da CPCCRD em reunião que contou com a presença de uma dezena e meia de federações e associações de todo o país, representativas do Movimento Associativo Popular. Em discussão esteve o projeto de estatutos, tendo também sido presentado o logotipo da nova Federação.

Sustentabilidade financeira do Movimento Associativo Popular

A sustentabilidade financeira é um dos aspetos mais importantes da vida das coletividades e das estruturas da família associativa representadas pela Confederação, Federações distritais e associações concelhias.

A rentabilização de recursos, a procura de novas soluções e a afinação de procedimentos foi motivo de debate numa reunião que antecedeu o Conselho Nacional. O encontro contou com a especial participação dos tesoureiros das diversas estruturas associativas.

Conselho Nacional da Confederação

A Confederação reuniu o seu Conselho Nacional no Museu Nacional do Desporto (Lisboa), ao Palácio Foz, tendo-se a Federação feito representar pelo seu Presidente e vários membros da Direção.

Aspeto do Conselho Nacional, realizado no Biblioteca do Museu do Desporto,
ao Palácio Foz
O Conselho Nacional reuniu para dar cumprimento ao preceito do Regulamento Geral Interno e na sequência de solicitação da Direção, tendo como ponto principal a apresentação e votação do Relatório e Contas de 2013.

A Direção fez uma apresentação detalhada do documento, após o que foi aberto debate que suscitou diversas participações que abordaram, quer aspetos relativos à situação geral do movimento associativo popular, quer à ação e actividade da Confederação. O documento viria a ser aprovado por unanimidade e aclamação.



Intervenção do Presidente da Mesa do Congresso, Francisco Barbosa da Costa.
Também na mesa, da esquerda para a direito, Augusto Flor, Presidente da CPCCRD,
Augusto Baganha, Presidente do IPDJ e Rosa Batista, Presidente do Conselho Fiscal
A constituição da Federação Portuguesa dos Jogos Tradicionais e o Congresso“Democracia e Associativismo”, a realizar no dia 5 de Abril no Palácio dos Marqueses da Praia e Monforte, em Loures, foram também objeto de informação detalhada aos presentes.

Conselho Nacional Jovem
A preocupação com o rejuvenescimento do quadro de dirigentes da Confederação e a sua atempada preparação está na base da criação do Conselho Nacional Jovem. O Conselho Nacional foi o cenário escolhido para o acto de posse de um alargado conjunto de jovens dirigentes associativos.


O novo Conselho Nacional Jovem
 Os jovens dirigentes são oriundos de várias regiões e vão integrar o novo órgão informal de aconselhamento da Confederação, nomeadamente em matérias de juventude. Aos jovens serão facultadas todas as informações e documentos da Confederação por forma a poderem acompanhar a vida da CPCCRD. Poderão também participar em todas as iniciativas promovidas pela Confederação.

Jovem dirigente acaba de tomar posse.
Os jovens dirigentes foram indicados por associações que integram o Conselho Nacional, bem como por outras estruturas descentralizadas da família associativa.

Aos jovens dirigentes os nossos votos de um trabalho mutuamente frutuoso – para eles e para a Confederação!

Contrato-programa com o IPDJ
A ocasião incluiu ainda a assinatura de um contrato-programa entre a CPCCRD e o IPDJ Instituto Português do Desporto e Juventude com o objectivo de promover e divulgar os Jogos Tradicionais Portugueses, no âmbito do programa “Desporto para Todos”.

Assinatura de contrato programa com o IPDJ para promoção dos Jogos Tradicionais.
Augusto Flor e Augusto Baganha,
Presidentes da CPCCRD e IPDJ
Prevê-se que a partir deste contrato-programa possam vir a realizar-se iniciativas em todo o país, promovidas pelas associações e colectividades.

A sessão contou a participação de Augusto Baganha, Presidente do IPDJ, que dirigiu palavras de reconhecimento à Confederação e à família associativa, sublinhando a importância do associativismo.


Augusto Baganha, Presidente do IPDJ, dirige-se aos participantes no Conselho Nacional
Texto e imagens - CA/FCDS

Sem comentários:

Enviar um comentário